Lançamento da Campanha Preservar é Resistir em Ubatuba

O Fórum de Comunidades Tradicionais Indígenas, Quilombolas e Caiçaras de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba preocupado com a garantia dos territórios tradicionais para preservar os modos de vida dessas populações lança a Campanha “PRESERVAR É RESISTIR” - Em Defesa dos Territórios Tradicionais em Ubatuba (SP). No sábado, dia 28 de junho, dentro da programação da tradicional festa de São Pedro Pescador de Ubatuba, SP, o Fórum das Comunidades Tradicionais Indígenas, Quilombolas e Caiçaras de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba lança o vídeo “Preservar é Resistir”! junto com apresentações musicais e exposição de fotos criadas pelos comunitários desse pedaço da Mata Atlântica.

A Campanha “PRESERVAR É RESISTIR” - Em Defesa dos Territórios Tradicionais quer mostrar que a cultura se mantém viva através dos saberes e fazeres dos indígenas, quilombolas e caiçaras, como a pesca artesanal, agricultura, agrofloresta, turismo de base comunitária, artesanato, festas, dança, música, oralidade, etc.. Mesmo possuindo práticas e conhecimentos passados de geração a geração e um importante papel na conservação dos recursos naturais, sendo reconhecidos como verdadeiro patrimônio cultural, vivem graves conflitos territoriais que ameaçam constantemente o seu modo de vida - especulação imobiliária, grandes empreendimentos, privatização de territórios tradicionais, turismo desordenado, restrições dos órgãos ambientais à nossas práticas tradicionais, precariedade de serviços essenciais (educação, saúde, lazer, luz).

A Festa de São Pedro Pescador, em Ubatuba, teve início no dia 29 de junho de 1923. O padre caiçara, Francisco dos Passos celebrou a missa em altar improvisado sobre balsa confeccionada a partir de seis canoas amarradas umas às outras. Em 2014, a Festa de São Pedro Pescador de Ubatuba completará 91 anos de história e tradição popular . A comemoração ao Santo Padroeiro dos Pescadores na cidade de Ubatuba (SP) é considerada uma das maiores e mais tradicionais festas do Litoral Norte de São Paulo e o Fórum de Comunidades Tradicionais Indígenas, Quilombolas e Caiçaras de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba, participa dessa festa com o lançamento da Campanha “PRESERVAR É RESISTIR” - Em Defesa dos Territórios Tradicionais exibindo vídeo da campanha ás 17h30, e logo depois com as apresentações de dois grupos de comunidades tradicionais – Aldeia Guarani Boa Vista e o grupo "Ô de Casa" do Quilombo da Fazenda - na Vila Caiçara - espaço dedicado as comunidades tradicionais no evento.

Sobre o Fórum de Comunidades Tradicionais Indígenas, Quilombolas e Caiçaras de Angra dos Reis (RJ), Paraty (RJ) e Ubatuba (SP): O Fórum de Comunidades Tradicionais Indígenas, Quilombolas e Caiçaras de Angra dos Reis dos Reis, Paraty e Ubatuba foi criado em 2007, em reunião com lideranças indígenas, quilombolas e caiçaras de diferentes comunidades de Angra dos Reis dos Reis, Paraty e Ubatuba, no Quilombo do Campinho, Paraty, RJ, motivados pelo conjunto de problemas e restrições vividos por essas comunidades e pela necessidade de juntar forças para mudar este quadro. Outro fator de motivação foi o Decreto Federal 6040/2007, que instituiu a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais, e que prevê fóruns regionais como instrumentos de implementação deste marco legal.

Venha participar do Ato de Lançamento da Campanha!

Serviço:

Lançamento da Campanha “PRESERVAR É RESISTIR” - Em Defesa dos Territórios Tradicionais.

Ubatuba (SP) dia 28 de junho, sábado, a partir das 17h30h, na praça de eventos da 91º Festa de São Pedro dos Pescadores de Ubatuba, SP, que acontece de 25 a 29 de junho.

Site da Festa de São Pedro dos Pescadores de Ubatuba, SP: http://fundart.com.br/festa-de-sao-pedro-2014/historia-da-festa/

“O povo que planta e pesca,

Canta, dança, faz festa, no seu pedaço de chão

Abastece a sua mesa,

Agradece a natureza em qualquer religião.

Seu lugar seu oratório,

Tirar o seu território é calar a tradição.”

Luis Perequê

#campanha #fórumdecomunidadestradicionais #lançamentocampanha #território