Líder yanomami Davi Kopenawa participa de encontro com indígenas na aldeia Tekon Tatim de Paraty Mir

O líder yanomami Davi Kopenawa veio a Paraty para participar da mesa com o sugestivo nome de “Marcados”, na Tenda dos Autores da FliP que aconteceu de 30 de julho a 3 de agosto. Jurado de morte por garimpeiros e fazendeiros que tentam invadir as terras demarcadas em Roraima, o xamã foi convidado e participou de um encontro no dia 31 de julho, com indígenas guaranis das aldeias Tekon Tatim de Paraty Mirim e Tekoa Sapukai Bracuí, de Angra dos Reis, caiçaras e quilombolas do Quilombo do Campinho da Independência, na escola indígena da aldeia de Paraty Mirim. Livros, Cds e DVDs foram trocados e Davi literalmente “vestiu” a camiseta da Campanha Preservar é Resistir - Em Defesa dos Territórios Tradicionais, no dia de sua participação na festa literária.

O encontro foi uma oportunidade para os comunitários do Fórum das Comunidades Tradicionais Indígenas, Quilombolas e Caiçaras de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba (FCT) conversarem sobre os problemas vividos pelos grupos tradicionais na educação, demarcação das terras, preconceitos e ações do turismo predatório. Para os comunitários do FCT, a Educação Diferenciada é hoje um espaço para discussão e implementação de outros modos de ver e entender as diversas formas de se viver no Brasil. Para Davi Kopenawa é necessário a criação de escolas de educação diferenciada para a manutenção e o respeito aos conhecimentos dos povos tradicionais.

Assim como o FCT que nasceu das necessidades de discussão e mobilização diante dos problemas enfrentados na região, o Hutukara Associação Yanomami do qual Davi Kopenawa é um dos coordenadores, é uma organização criada para tratar das questões como saúde e educação diferenciada. A associação incentiva trocas de experiências entre professores indígenas, identifica problemas e apresenta sugestões para a melhoria da educação escolar diferenciada no estado do Amazonas. “O Governo Federal deveria dar apoio ás escolas dirigidas por nossos parentes, com professores indígenas dando aulas para nossos filhos para não perdermos a nossa cultura, a nossa língua. Nós temos nossa própria educação, nossos pais e os pais de nossos pais nos deram educação, aulas sem o papel, só falando. Essa escola que nos dão os políticos, não são nossas escolas”, explicou Davi Kopenawa.

Site oficial do Hutukara Associação Yanomami: http://www.hutukara.org/

Por Comunicação Fórum de Comunidades Tradicionais.

#fórumdecomunidadestradicionais #território #paraty #indígenas

 © 2014 por Fórum de Comunidades Tradicionais.

Criado por Núcleo de Comunicação Popular do FCT

  • Facebook Long Shadow
  • Vimeo Long Shadow
Fórum de Comunidades Tradicionais