O Fórum de Comunidades Tradicionais participou do IV Encontro Fluminense de Patrimônio em Paraty com

A Semana Fluminense do Patrimônio (SFP), inaugurada em 2011, este ano é realizada no período de 12 a 24 de agosto, com eventos em todo o estado do Rio de Janeiro. A cidade de Paraty foi escolhida para sediar o IV Encontro Fluminense do Patrimônio Cultural por receber inúmeros eventos que interferem no modo de vida da população e por estar localizada em uma região afetada por transformações causadas por grandes intervenções.

Preservar é Resistir e Fórum de Comunidades Tradicionais

De 13 a 15 de agosto, os encontros realizados em Paraty contaram com a participação de integrantes do Fórum das Comunidades Tradicionais de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba e do Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina. O tema do IV EFP “Patrimônio Cultural e Grandes Intervenções” teve quatro mesas. Na quinta-feira, dia 14 de agosto, o tema “Grandes eventos e a preservação das tradições culturais” discutiu a realização desses eventos como possível janela de oportunidades para a promoção e difusão das manifestações culturais das comunidades tradicionais. Na mesa o cacique guarani Agostinho da Aldeia Araponga, Francisco “Ticote” Xavier Sobrinho, caiçara do Pouso da Cajaíba, o Vaguinho do Campinho, representando o Quilombo do Campinho e o coordenador do Observatório de Territórios Sustentáveis e Saudáveis da Bocaina Edmundo Gallo, falaram sobre o efeito da pressão que os grandes eventos tem causado na vida das comunidades tradicionais. O debate contou com a mediação da neta do grande músico Cartola, Nilcemar Nogueira, coordenadora do Centro Cultural Cartola, no Rio de Janeiro. O caiçara Almir Tã participou da mesa “Grandes eventos como instrumentos de promoção e valorização do patrimônio material”. O escritor Almir Tã é pescador, artista plástico, líder comunitário, nascido e criado na Ilha do Araújo.

Mesa2.jpg

Na programação cultural da IV EFP, apresentações musicais como cirandas caiçaras, roda de Jongo e a Feira de Artesanato e Gastronomia. Na sexta-feira, dia 15 de agosto, foi montada no Largo de Santa Rita tendas que mostraram os artesanatos dos indígenas da Aldeia de Parati Mirim, os bordados das Bordadeiras da Praia do Sono, os barquinhos de madeira do Saco de Mamangá, as cestarias de São Roque e os quitutes das doceiras da Festa do Divino e da Dona Jorgina.

laura2.jpg

A apresentação musical “O Canto das Três Raças” criado especialmente para o VI EFP, foi apresentada pela quilombola Laura Maria com a participação especial da percussão do Fábio Reis. Foram três dias de boa discussão com sala cheia de interessados em entender como o Patrimônio pode e deve proteger a história das pessoas e de um lugar."

Por Comunicação Fórum de Comunidades Tradicionais.

#campanha #filmecampanha #fórumdecomunidadestradicionais #mesaredonda #território