IV Festejo Caiçara da Trindade - O povo Caiçara de Trindade comemora a permanência em seu território

Dias 17, 18 e 19 de outubro serão dias de festa na comunidade caiçara de Trindade. Serão três dias para comemorar a conquista pela permanência dos trindadeiros em seu território em 1982, após nove anos de dura resistência contra a política de “desenvolvimento” da empresa multinacional Atlantic Community Develoment Group For Latin América (BRASCAN/ADELA), que previa a construção de um condomínio de luxo no território caiçara.

A disputa teve início após a construção da BR 101 (Rodovia Rio-Santos). Esta região esquecida do litoral fluminense se transformou em alvo da especulação imobiliária e uma luta com direito a cenas de violência foi travada entre os caiçaras e homens armados. Localizada a 20 km do centro de Paraty, Trindade possui sete praias e uma comunidade tradicional que na década dos anos de 1970 resistiu à forte pressão do poder do Governo Federal da época. Com direito a bloqueios das estradas de acesso, destruição dos plantios de subsistência e derrubada das casas de pau a pique, a resistência caiçara venceu pelo cansaço. O que era destruído de dia era reerguido a noite pelos pescadores e suas famílias. Muitas famílias desistiram de permanecer e brigar pelas suas terras, mas hoje Trindade é um conhecido ponto de turismo brasileiro que ainda luta para manter os direitos dessa comunidade tradicional.

Para o caiçara e coordenador da Associação dos Barqueiros e Pescadores Tradicionais de Trindade (ABAT), Robson Dias Possidônio, o Festejo Caiçara da Trindade esse ano tem uma atração especial. “Esse ano vamos lançar a Coordenação Nacional dos Caiçaras durante o evento para pautar o Governo Federal e assim reivindicar o reconhecimento do território caiçara e manter a cultura das nossas famílias”. Para Robson, esse é o próximo passo necessário para se preservar de fato os conhecimentos e a tradição dessa população. “Não estamos parados no tempo, não somos uma comunidade folclórica caiçara, estamos em movimento, mas mantemos os nossos elos com a nossa tradição”, explica o pescador. São considerados caiçaras os povos que vivem no litoral que vai do sul do estado do Rio de Janeiro ao litoral do Paraná.

Apesar do território preservado, essa luta ainda existe e pode ser observada na questão da escolha do local da construção do Mercado Comunitário. Pensado para ser um espaço de vendas de produtos como pescados, ovos, artesanato local e verduras e hortaliças, hoje enfrentam as restrições impostas pelo Parque Nacional da Serra da Bocaina, que após a construção do mercado alterou seus limites e agora quer que o mercado seja retirado. A Associação de Moradores da Trindade, a ABAT e a ONG Caxadaço Bocaína, lutam por manter este espaço coletivo e vivo de sua cultura.

O Festejo Caiçara da Trindade será uma oportunidade para viver a folia, o fandango, a gastronomia, a corrida de canoas e os conhecimentos caiçaras dentro da comunidade. Para Robson Possidônio, a festa manterá a tradição de 32 anos. “Essa festa é uma comemoração que não é unânime entre nós caiçaras, mas apesar de terem reduzido o nosso território, ainda temos o espaço de plantio, de pesca e de vivências da nossa cultura.”

Serviço:

Festejo Caiçara de Trindade – de 16 a 19 de outubro

Vila de Trindade - Paraty - Rj

Programação:

• 16 de outubro, quinta-feira:

19hs - Culto de Ação de Graças (Igreja Assembleia de Deus)

• 17 de outubro, sexta-feira:

08hs - Café Caiçara (Escola de Trindade)

09hs às 12hs - Plantio de Mudas de Juçara e Limpeza de Praia (Saída da Escola de Trindade)

15hs - Futebol (Campo)

17hs - Abertura da Exposição Fotográfica (Espaço Trindade)

17h30 - Apresentação de balé das crianças de Trindade (Espaço Trindade)

18h30 - Espetáculo Memórias da Trindade (Sede da AMOT)

20h30 - Abertura Oficial do Festejo (Palco)

21hs - Apresentações Musicais (Palco)

- Fandango

- Cirandeiros

- Banda Voz da Natureza

• 18 de outubro, sábado:

08hs - Café Caiçara (Escola de Trindade)

09hs - Encontro Caiçara (Rancho – Praia do Meio)

13hs - Almoço comunitário (Escola de Trindade)

15hs - Oficinas (Tenda das oficinas)

18h30 - Espetáculo Memórias da Trindade (Sede da AMOT)

19hs - Mostra de Documentários (Espaço Trindade)

20h30 - Apresentações Musicais (Palco)

- Fandango

- Luís Perequê

- Davi DeTrinda

• 19 de outubro, domingo:

08hs - Café Caiçara (Escola de Trindade)

09hs - Corrida de Canoa (Praia dos Ranchos)

13hs - Almoço comunitário (Escola de Trindade)

Por Comunicação Fórum de Comunidades Tradicionais

#caiçaras #comissãonacionaldospovosecomunidadestradicionais #fórumdecomunidadestradicionais #trindade

 © 2014 por Fórum de Comunidades Tradicionais.

Criado por Núcleo de Comunicação Popular do FCT

  • Facebook Long Shadow
  • Vimeo Long Shadow
Fórum de Comunidades Tradicionais