Entre quilombos e palácios, preservar é resistir!

No dia 10 de novembro aconteceu o ato de lançamento da campanha “Preservar é Resistir” no Palácio Itaboraí, em Petrópolis, RJ. Prédio histórico restaurado e administrado pela Fiocruz através do projeto Fórum Itaboraí, o encontro contou com a presença de quilombolas dos quilombos da região como Areal e Tapera, além do Campinho da Independência, indígenas das aldeias de Paraty Mirim e Sapucaí, caiçaras de Ubatumirim e Praia do Sono. No auditório o coordenador do projeto Fórum Itaboraí, Felix Rosemberg, além da presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Thais Martins da Costa Ferreira, o secretário de Agricultura, Abastecimento e Produção Leonardo Ciuffo Faver, e representantes do Ministério da Agricultura e das secretarias de Educação, Planejamento e Promoção Social do município se reuniram para um bate papo sobre as condições das comunidades tradicionais na Região Serrana.

Durante o evento os participantes fizeram a Trilha do Arboreto com o guia Jeferson Adriano e Silva e falaram sobre os efeitos e usos das plantas na vida das famílias. Nos jardins do Palácio Itaboraí em Petrópolis, RJ, Maria de Fátima conversava com a mãe dona Manuelina Maria Magdalena Santos. As quilombolas do Quilombo do Areal que fica em Itaipava, trocavam impressões sobre os efeitos dos manacás de jardim, copaíbas, erva capitão, alfazema, arnica do mato, louro, urucum, ixoras, camarão azul, babosa, romã, entre tantas outras plantas medicinais espalhadas pelo jardim do palácio. Na roda de conversa realizada no auditório, os quilombolas falaram sobre a importância da memória dos antigos para resgatar a cultura dos tradicionais. No período da tarde essa troca se intensificou com a visita dos comunitários do Fórum de Comunidades Tradicionais Indígenas, Quilombolas e Caiçaras de Angra dos Reis, Paraty, Ubatuba (FCT) ao Quilombo Tapera. Encravada no Vale da Boa Esperança, as 13 casas construídas e entregues pela Prefeitura de Petrópolis em 2013 após muitas idas e vindas ao Ministério Público para resgatar a vida da comunidade que foi engolida pela tragédia dos desabamentos de terra em janeiro 2011, foi servida uma tradicional feijoada . Uma roda de Jongo fechou esse encontro de muitas conversas e troca de memórias entre os comunitários.

Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera
Presarvar é Resistir lançamento da campanha Petrópolis Quiilombo da Tapera

Por Comunicação Fórum de Comunidades Tradicionais

#campanha #fiocruz #fórumdecomunidadestradicionais #lançamentocampanha #palácioitaboraí #petrópolis #território #quilombodatapera