Começa hoje o "II Encontro de Justiça Socioambiental da Bocaina - Direitos Indígenas".


II Encontro de Justiça Socioambiental da Bocaina - Direitos Indígenas

Protagonizado pelos guarani, o “II Encontro de Justiça Socioambiental da Bocaina - Direitos Indígenas” será um momento de fortalecimento interno das aldeias e de diálogo sobre os direitos fundamentais dos povos indígenas. Território, saúde e educação são temas do encontro que será realizado de 21 a 23 de junho de 2017 na aldeia Itaxim Mirim em Paraty (RJ).

“Oremba’e va’e kue peme’enju orevy pe - era nosso, devolva para nós” são as palavras que nomeiam o evento deste ano que busca, principalmente, ampliar o debate sobre os conflitos territoriais indígenas nas comunidades de Paraty e Angra dos Reis.

O I Encontro tratou questões amplas das comunidades tradicionais da região (Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba) e representou importante avanço para a superação de conflitos territoriais - sejam eles relacionados à sobreposição entre comunidades e unidades de conservação, ou aqueles conflitos próprios da especulação imobiliária. Indígenas, Quilombolas e Caiçaras lutam cotidianamente pelo direito básico de reprodução cultural da vida.

O II Encontro deve focar especificamente em questões indígenas e servirá para que eles cobrem dos responsáveis o cumprimento de suas funções constitucionais. De quarta a sexta, os Guaranis Mbyá, Guaranis Ñhandeva e Pataxós irão debater com servidores públicos responsáveis por políticas de educação, saúde e pela mitigação dos impactos dos grandes empreendimentos.

O encontro é uma iniciativa da Associação de Moradores da Aldeia de Paraty Mirim (Acigua), do Fórum de Comunidades Tradicionais (FCT) e do Ministério Público Federal de Angra dos Reis (MPF) e conta com o apoio do Fundo Casa, da Comissão Guarani Yvyrupa (CGY), da Associação de Moradores do Quilombo do Campinho (Amoqc), do OTSS, Fiocruz, FUNASA, Verde Cidadania, Prefeitura de Paraty (Secretaria de Saúde e de Educação), APA Cairuçu / ICMbio, Funai, UFF e UFRJ.

O encontro tem também por objetivo, ampliar o diálogo sobre os direitos fundamentais dos povos indígenas e promover o intercâmbio de saberes entre os presentes, uma vez que contará com a presença de lideranças de outras regiões e etnias. Propor encaminhamentos práticos relacionados aos temas tratados e as demandas apresentadas pelos indígenas.

#IIEncontroDeJustiçaSocioambiental #DireitosIndígenas #Território #DemarcaçãoJá #ParatyMirim #EducaçãoIndígena #SaúdeIndígena⁠⁠⁠⁠

#Indígenas #IIEncontrodeJustiçaSocioambientaldaBocaina #FCT