MANIFESTO PELA DEMOCRACIA E PELOS DIREITOS DOS POVOS ORIGINÁRIOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS

O movimento Fórum de Comunidades Tradicionais, formado pelos povos Indígenas, Caiçaras e Quilombolas de Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba, nesta eleição presidencial, se manifesta pela Democracia, pela Vida e pelos direitos conquistados.


Trata-se da eleição mais importante da história do país. Na qual a Democracia, os direitos do Povo, a Vida e a Natureza estão em jogo.



E apenas o candidato LULA 13 poderá garantir que a democracia e os direitos permaneçam, pela sua história, pelas suas propostas e por tudo o que representa o candidato oposto, que é um admirador de torturadores, estupradores e bandidos, que riu das mortes durante a pandemia covid-19, que espalha fakenews, que usa a igreja e a fé das pessoas para fins políticos, e que incentiva a violência entre o povo e desrespeita os direitos dos Povos Originários e Tradicionais.


Lutamos contra a especulação imobiliária, contra a grilagem de nossas terras, contra a criminalização da pesca artesanal e de nossas roças e de práticas ancestrais. Lutamos pela demarcação das terras indígenas, pela titulação dos quilombos e pelo reconhecimento do território caiçara de terra e de mar. Esses direitos estabelecidos não foram respeitados e cumpridos pelo atual governo federal.


No dia 30 de outubro teremos a oportunidade de redefinir os rumos do país e, especialmente para povos originários e comunidades tradicionais, que construíram nosso país com sangue e luta.


Nos últimos anos presenciamos sucessivos desmontes de órgãos e orçamentos destinados para a implementação e efetivação da política pública quilombola, indígena, caiçara e agricultura familiar.

Os discursos de ódio de Jair Bolsonaro (PL) antes e durante o mandato da presidência da república se converteram no incentivo à violência contra os povos originários e comunidades tradicionais.


Assim como ameaças recorrentes à ordem institucional e democrática e ao Estado de Direito e uma política de incentivo às invasões de terras da União e de territórios indígenas, quilombolas, reservas extrativistas, unidades de conservação, principalmente, na Amazônia; corrupção e redução de recursos de serviços públicos fundamentais, como saúde e educação, em favor do orçamento secreto usado para favorecer parlamentares de sua base de apoio para fins eleitorais; demora e falta de apoio emergencial a população tradicional durante a pandemia de covid-19; desmonte da política ambiental e dos órgãos de controle e fiscalização; bloqueio dos processos de demarcação e titulação de terra quilombola e indígena ao passo de uma liberação desenfreada de grilagem de terras e perda dos territórios pela privatização das praias.


A consequência destes quatro anos de ataque aos povos tradicionais nós estamos vendo e sentindo dentro das nossas comunidades, a realidade de mais de 33 milhões de brasileiros passando fome também está na nossa região.


Assim, apoiamos quem melhor representa a luta dos povos originários e das comunidades tradicionais, o candidato Luiz Inácio Lula da Silva, 13.


Apoiamos também em São Paulo o candidato Fernando Haddad 13 para governador, pois não queremos uma milícia no controle do Estado, sem projetos para o bem do povo, apenas mais violência e interesses obscuros de poder.


Nós escolhemos a esperança!


No dia 30 de outubro, é 13, é Lula!


Por um Brasil com demarcação e titulação dos nossos Territórios!


Por um Brasil sem fome!


Por um Brasil com enfrentamento ao Racismo e à exclusão social!


Por um Brasil com educação para todos!


Por um Brasil com seguridade social!


Por um Brasil onde o sonho seja maior do que o medo!